'Papo Cabeça' debate o universo de Vicente Cecim na Arena Multivozes


Papo Cabeça aprofundou o universo do escritor Vicente Cecim e suas obras

Fãs de literatura e de várias outras manifestações culturais participaram de um debate sobre o mundo invisível do escritor paraense Vicente Cecim no “Papo Cabeça” do dia 01/12. A programação, que fez parte da 24° Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes, teve comentários do artista Mateus Moura e mediação de Amanda Campelo.

A troca aconteceu na Arena Multivozes e começou dando destaque às obras audiovisuais do escritor com a exibição de um trecho de “Sombras”, um dos filmes realizados pelo paraense. A conversa seguiu aprofundando o universo de Cecim e o que está além dele. 

"Falar sobre Cecim é fundamental para a nossa região, porque ele foi um autor, um contador de história capaz de transformar a nossa realidade esteticamente e politicamente", disse Mateus. A plateia, majoritariamente formada por estudantes, participou bastante do Papo Cabeça. 

Marilene Souza e Leanny Gomes, mãe e filha, estiveram no encontro. Para Leanny, "debates assim são importantes pra que as pessoas conheçam escritores da região, principalmente do seu estado. Não conhecia o Vicente Cecim, mas estou encantada com suas obras e com certeza irei pesquisar e saber mais sobre ele", conta a estudante de letras da UFPA, que tem 18 anos.

Mateus Moura: ″Falar sobre Cecim é fundamental para a nossa região″

O professor Álvaro José conta que as obras de Vicente Cecim representam inspiração para que as pessoas realizem suas próprias produções. "Importante saber que temos nossos talentos e que desconhecemos a produção local. Isso nos motiva a desenvolver nossos próprios talentos", frisa o professor. 

A programação segue até o próximo domingo (05), na Arena Guilherme Paraense, o Mangueirinho, sempre de 9h a 21h.

Texto: Bianca Rodrigues

01/12/2021 18h06
Por Comunicação (Feira do Livro)