Antônio Juraci Siqueira conta lendas amazônicas no Palco Interno


"Vocês sabem que eu sou filho do boto, né? Uso chapéu para esconder o furo na cabeça", narrava Antônio Juraci Siqueira, o Totó, no centro do palco interno da 24ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes enquanto crianças e adultos riam e confirmavam a informação. Atração da manhã do primeiro dia de programação, o poeta e cordelista encantou o público com histórias de mitos e lendas da região, conduzidas pelo tema "O Imaginário Popular Amazônico".

Antônio Juraci Siqueira é um patrimônio cultural do estado. Natural de Afuá, encantou-se pelas palavras através da literatura de cordel. Foi a narrativa popular que o consagrou como um autor que hoje tem mais de 80 títulos publicados. Membro do Movimento de Contadores de Histórias da Amazônia e da Academia Paraense de Literatura de Cordel, Totó trouxe para esta Feira do Livro histórias sobre o Boto, a Iara, o Mapinguari e a Boiúna - ícones da mitologia amazônida.

"Nesse reino mágico e mítico chamado Amazônia, as fronteiras entre 'real' e 'imaginário' não são paralelas, mas entrelaçadas. É até difícil saber o que é verdade e o que não é", defende o escritor. "É uma satisfação estar aqui. Eu estava com uma saudade enorme da Feira do Livro", conta o artista.

A visitante Rosenilda de Amaral veio pela primeira vez à programação da Feira do Livro e aproveitou para conhecer as histórias de Juraci. "É uma programação bem diferente. Não conhecia ele, mas gosto muito de lendas. Estou adorando o jeito que ele conta as histórias", elogiou.

A 24ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes acontece entre 1 e 5 de dezembro na Arena Guilherme Paraense (Mangueirinho), com visitação aberta de 9h a 21h.

Texto: Camila Barbalho (FCP)

01/12/2021 12h18 - Atualizada em 01/12/2021 15h30
Por Ascom (Feira do Livro)