Parceria entre Funtelpa e Ideflor-Bio promove a troca de livros por mudas durante a Feira Pan-Amazônica

A programação buscou conscientizar o público sobre a importância da preservação do maior bioma da Terra


Durante a 26ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes, os amantes da literatura e da natureza tiveram a oportunidade única de trocar livros por mudas de árvores nativas da Amazônia. Essa iniciativa inovadora é fruto de uma parceria entre a Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa) e o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-Bio).

A Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes é considerada a maior exposição literária da região Norte, que ocorre anualmente em Belém. Além de promover a literatura, este ano, a programação buscou conscientizar o público sobre a importância da preservação da Amazônia, a maior floresta tropical do mundo.

A parceria entre a Funtelpa e o Ideflor-Bio neste ano resultou na criação de um espaço especial no estande da Cultura Rede de Comunicação, chamado "Troca de Livros por Mudas". Até as 20h deste domingo (17), os visitantes podem trazer livros em bom estado que já não desejavam mais e trocá-los por mudas de árvores nativas da região amazônica, como a andiroba, o açaí e o ipê.

Vale ressaltar que, para que a iniciativa pudesse ser realizada, o Ideflor-Bio, por meio da Diretoria de Desenvolvimento da Cadeia Florestal (DDF), viabilizou mais de 100 mudas do seu viveiro central, em Belém. Durante os dias da feira, diversos livros foram trocados por mudas, demonstrando o interesse crescente das pessoas em cuidar do meio ambiente.

Parceria - O presidente da Funtelpa, Miro Sanova, destacou a importância dessa cooperação. “Estamos muito felizes com o sucesso dessa ação. Unir a literatura à preservação da Amazônia é uma forma poderosa de sensibilizar as pessoas sobre a necessidade de proteger nossa biodiversidade”, afirmou.

Por sua vez, o presidente do Ideflor-Bio, Nilson Pinto, enfatizou o impacto positivo da iniciativa. “Cada muda plantada representa um passo em direção à recuperação de áreas degradadas do bioma amazônico. Essa ação também reforça a conexão entre as pessoas e a natureza, além de contribuir para o trabalho que o nosso Instituto vem desenvolvendo por todo o Pará”, frisou.

Até o momento, a troca de livros por mudas na Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes tem sido considerada um sucesso e prova que a literatura e a preservação ambiental podem caminhar de mãos dadas. Essa parceria entre a Funtelpa e o Ideflor-Bio exemplifica como a cultura e a natureza podem se complementar para criar um futuro mais sustentável e consciente.

Texto: Vinícius Leal (Ascom Ideflor-Bio)

17/09/2023 14h23 - Atualizada em 17/09/2023 19h13
Por Comunicação (Feira do Livro)