Homenageados da 26ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes têm obras relançadas pela Secult


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), relança livros dos homenageados, Heliana Barriga e Salomão Larêdo, durante a 26ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes. O Departamento de Editoração e Memória (DEM), responsável pela reedição das obras, entrega a Coleção Abrindo a Mala Sem Fundo de Heliana Barriga, que conta com os volumes “Histórias Brincantes”, “Histórias Musicais e Poéticas” e “Pirulítero Poético”. A coleção tem a proposta de promover o encanto com as palavras, diversão, imaginação e aprendizado para toda família, e especialmente estimular as crianças.

Já o romance “Remos de faia: as mil e uma noites amazônicas", de Salomão Larêdo, leva o leitor por uma narrativa sedutora e bem humorada que conta uma história de amor amazônico-arábico. Envolve também questões amazônicas ecológicas, romanceada de intrigas, difamações e conspirações. Lançado em 1991, uma das primeiras obras de Salomão, nesta segunda edição atualizada a publicação traz uma ilustração que remete aos rios da Amazônia e aos remos que auxiliam a navegação por essas águas. “Estou muito feliz que tenha uma edição, a segunda, bem cuidada. O livro está lindo! Tenho uma relação de muito afeto com a obra, muito intimista comigo”, conta o escritor. 

“A homenagem ao Salomão Larêdo e Heliana Barriga, que têm desempenhado um papel fundamental na luta pelo acesso ao livro na infância e na formação deste indivíduo amazônico, demonstra nossa gratidão a todos os escritores, pensadores e defensores da política de acesso ao livro e à leitura. O relançamento de uma das mais belas obras da vasta produção literária de Laredo - ‘Remos de Faia’ - e a publicação da coleção ‘Mala sem Fundo’, de Heliana Barriga, são parte da política editorial da Secult, que cuida com toda dedicação e carinho da editoração das obras de seus homenageados. Estamos muito felizes com o resultado e esperamos que o público da Feira prestigie o lançamento dessas obras de rara poética”, afirma a secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal. 

Os relançamentos fazem parte da política pública de estímulo à leitura, preservação da memória e do trabalho dos grandes autores paraenses. No lançamento oficial da 26ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes, os autores receberam formalmente as novas edições dos seus livros e puderam apresentá-los ao público.

“Essa edição está linda demais, são três ilustradores maravilhosos daqui da região, e ela contém assim um apanhado das minhas obras para crianças, mas numa fase mais atual. Foi um presente que eu ganhei nessa fase de mais de 40 anos da minha existência trabalhando com a poesia, respondendo para as crianças. Estou me  sentindo criança com esse trabalho, estou muito feliz”, diz Heliana Barriga.

15/09/2023 16h46 - Atualizada em 15/09/2023 16h59
Por Comunicação (Feira do Livro)