Homenageada na 24ª Feira do Livro, Zeneida Lima lança coleção de livros infantis pela Secult


Zeneida Lima no lançamento da Coleção Caruani. Ela é uma das homenageadas da 24ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes

O primeiro dia da 24ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes foi marcado por um momento especial. A pajé e escritora Zeneida Lima lançou pela editora da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) a Coleção Caruani, que tem os títulos infantis "Macaco Ambientalista", "Perigo na Floresta" e "Garça Empoada". 

O lançamento contou com a presença das ilustradoras paraenses Duana Aquino, Lua Portugal e Helô Rodrigues. As três colaboraram com as produções de Zeneida, que é uma das homenageadas do evento que em 2021 acontece de 1 a 5 de dezembro na Arena Guilherme Paraense (o Mangueirinho). 

Com longa trajetória de preservação dos mistérios da pajelança cabocla e um rico histórico de trabalho com crianças marajoaras, Zeneida ficou muito feliz com o resultado das obras. "Fiquei emocionada com a alta qualidade dos desenhos, dos livros, do cuidado e do amor que as ilustradoras e a equipe da Secult me deram. Hoje eu vivi um dos dias mais felizes da minha vida. Muito obrigada, de coração!", disse ela com um largo sorriso no rosto. 

A pajé e escritora Zeneida Lima e as três artistas paraenses que ilustraram sua obra: Duana Aquino, Lua Portugal e Helô Rodrigues

À frente do projeto visual do livro Macaco Ambientalista, Duana Aquino trabalha com ilustração há oito anos e buscou imprimir na obra de Zeneide sua forte inspiração no estilo cartoon. "Eu trabalho com ilustração tanto 2D quanto 3D e consumo muito desenho animado. Meus traços costumam ter esse perfil que causa um efeito de afetividade. Eu olho para esses personagens e me sinto cativada. O 'Macaco Ambientalista' retrata justamente essa questão ambiental e traz uma crítica ao nosso consumo. É muito importante mostrar isso de uma forma acessível para as crianças", comentou Duana.

"Fiquei muito animada e ao mesmo tempo intimidada, porque era uma história só de animais e eu sou uma ilustradora que não trabalha muito com animais. Mas o jeito que a Zeneida contou essa história é muito lúdico, ela tem vários elementos divertidos e me empolguei muito com essas ideias. Fiz várias versões dos personagens antes de eles irem para o livro final e fiquei muito feliz com o resultado", contou a ilustradora e tatuadora Lua Portugal, que atuou na produção do título "Garça Empoada".

A quadrinista Helô Rodrigues ilustrou a obra "Perigo na Floresta", seu primeiro trabalho com um título infantil. "Foi uma alegria e um desafio, porque o trabalho tem essa pegada mais ambientalista. Mesmo assim, acho que o processo foi bem leve. Comecei a pesquisar mais sobre ilustrações de animais e plantas, foquei também nas cores. Eu já havia ilustrado capas de outros livros, mas esse foi o primeiro livro infantil e eu amei a experiência", finalizou.

Texto: Thais Siqueira

01/12/2021 21h54 - Atualizada em 01/12/2021 22h06
Por Comunicação (Feira do Livro)